segunda-feira, 24 de julho de 2017

PERDÃO


"Falar de amor é falar de perdão. Jesus, tal como Maomé, ensinou que Deus é antes de tudo um ser misericordioso e que o poder de perdoar está radicado no poder de amar. Uma das principais mensagens de Jesus durante seus dois anos de ministério ativo foi assegurar a todos que o buscavam com ânimo sincero que Deus lhe perdoara tudo quanto de mal imaginavam ter cometido."

(John Selby - Sete Mestres, Um Caminho - Ed. Pensamento-Cultrix, )


domingo, 23 de julho de 2017

O QUÊ PROJETAMOS



"Cada pensamento e ação é armazenado; assim como maus pensamentos e más ações estão prontos a pular sobre você como tigres, existe também a esperança animadora de que os bons pensamentos e as boas ações estão prontos para defendê-lo, com o poder de cem mil anjos."

(Swami Vivekananda - O Que é Religião - Lótus do Saber Editora - p. 83)

sábado, 22 de julho de 2017

SIMPLICIDADE


"Sem dúvida, só podemos ser interiormente simples, quando compreendemos os inumeráveis empecilhos, apegos, temores, em que estamos aprisionados. Entretanto, de modo geral, gostamos de estar presos a pessoas, posses, ideias. Gostamos de ser prisioneiros. Interiormente, somos prisioneiros, embora exteriormente pareçamos muito simples. Interiormente somos prisioneiros dos nossos desejos, das nossas necessidades, de nossos ideais, de inumeráveis impulsos. A simplicidade não pode ser achada, se não somos livres interiormente. Por conseguinte, ela deve começar de dentro, e não de fora.

(Krishnamurti, A primeira e Última Liberdade,Ed. Cultrix)

sexta-feira, 21 de julho de 2017

O AMOR UNIVERSAL


"O amor é abordado pelas grandes tradições religiosas do mundo. São sublimes os comentários de São Paulo sobre o amor, na Bíblia: 'Ainda que eu falasse línguas, a dos homens e a dos anjos, se eu não tivesse amor, seria como um bronze que soa ou como um címbalo que tine (...) Ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tivesse o amor, eu nada seria.' Paulo comentou a fala, que é um poder. As palavras são extraordinariamente potentes e suas vibrações possuem efeito muito maior do que podemos imaginar. Muitas palavras são ditas descuidadamente porque vêm de uma consciência caracterizada pelo egoísmo. De nossa parte, sem uma conexão fundamental com toda a vida, elas talvez não queiram dizer muita coisa. Até que o amor universal crie raízes em nós e comece a crescer, seremos incapazes de expressar nossa humanidade mais plenamente."

(Linda Oliveira - A renovação da sociedade - Revista Sophia, Ano 8, nº 31 - p. 35) 
Fonte: http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br

quinta-feira, 20 de julho de 2017

COMPAIXÃO ATRAVÉS DA ÉTICA

"A ética é um solvente para o egoísmo, responsável pelas dores do mundo. A compaixão é libertadora, enquanto que o egoismo gera dor e sofrimento. É preciso então, desfazer a grande ilusão: a atitude equivocada do pensamento, que vê o mundo a partir de si, a grande ignorância do egoísmo. E é numa linguagem muito próxima da filosofia budista que Schopenhauer é categórico em dizer que o 'egoísmo' é a ilusão da vida individual. Porém, quando esta situação é desfeita, todos os sofrimentos 'tocam' o seu coração."

(Alberto Brum, A Libertação do Sofrimento no Budismo Tibetano Gelugpa, Editora Teosófica)

quarta-feira, 19 de julho de 2017

HOMEM ESPIRITUAL

"Para aquele que trilha a senda, o presente é sempre o presente, sem quaisquer resíduos do passado. Ele começa de novo o tempo todo. Sua vontade é uma nova vontade de momento a momento, embora uma vontade que gravite para o mesmo Norte inalterável.
A visão espiritual, mesmo quando se volta para fora, em direção a este mundo imperfeito e em evolução, é capaz de perceber todas as coisas em relação com sua própria harmonia."

(N. Sri Ram,  Pensamentos para aspirantes ao caminho espiritual, Ed. Teosófica)

terça-feira, 18 de julho de 2017


EMPATIA


"Se o passado de uma pessoa fosse o seu passado, se a dor dessa pessoa fossa a sua dor, se o nível de consciência dela fosse o seu, você pensaria e agiria exatamente como ela. Ao compreender isso, fica mais fácil perdoar, desenvolver a compaixão e alcançar a paz.
O ego não gosta de ouvir isso, porque sem poder reagir e julgar ele se enfraquece."

(Eckhart Tolle, O Poder do Silêncio, Ed. Sextante)

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O CORAÇÃO E A ROSA MÍSTICA


"O Chakra do coração é o mais misterioso de todos os centros dos quais ele é, num certo sentido, uma combinação. O mistério da natureza interna do indivíduo está escondido no coração. Os processos do desabrochar evolutivo estão todos representados no Chakra do coração e expressos por ele. A união mística entre Mônada-Ego, a unidade Búdica com toda a vida, o Mestre e a Fraternidade, estão todos representados dentro do coração.Cada Iniciação abre o Chakra do coração um pouco mais. A 'rosa mística', como é chamada de forma poética e apropriada, lenta e gradualmente se abre do estado como de um botão antes da Iniciação para oportunamente brilhar como uma rosa totalmente aberta, ao menos quando vista dos níveis inferiores. Na realidade ele é como um grande funil rotativo com doze raios, enriquecido com as tonalidades mais gloriosas, pelos quais, quando ele estiver aberto, a Vontade, o Amor universal e o pensamento Egoico estarão fluindo." 

(Geoffrey Hodson, A Suprema Realização através da Ioga, Editora Teosófica)

domingo, 16 de julho de 2017

MISTÉRIOS ANTIGOS

"Muitas das verdades teosóficas podem ser encontradas através dos estudos dos fragmentos de instruções enunciadas nos Antigos Mistérios que chegaram até nós. Estas famosas instituições, que floresceram na Pérsia, Egito, Grécia e Roma, foram fundadas com o propósito de fornecer às pessoas cultas da época uma interpretação racional e filosófica dos mitos e lendas que satisfaziam o povo comum e se constituíam nas religiões populares. Ainda que restem apenas porções esparsas dos outrora secretos ensinamentos, o estudante atento será recompensado ao se deparar ocasionalmente com uma verdade preciosa semi-oculta entre as frases obscuras destes antigos ensinamentos."

(Irving Cooper, Teosofia Simplificada, Editora Teosófica)

sábado, 15 de julho de 2017

A imagem pode conter: flor e texto

PRIMEIROS PASSOS NA MEDITAÇÃO



"O primeiro passo na meditação consiste em cultivar o pensamento, até que se torne habitual, de que o corpo físico é um instrumento do espírito. Os que recém tomaram conhecimento do pensamento teosófico acham no começo difícil de reverter seus pontos de vista; para eles a alma e o espírito são irreais. Os planos e corpos, dos quais os escritores Teosóficos falam em suas tentativas de transmitir com clareza e precisão científica um pequeno vislumbre dos mistérios do ser humano, são memorizados em termos de algum diagrama, sendo cada nome evocado com um esforço da memória. O corpo físico é a única realidade tangível e o corpo supra-físico uma evanescente e vaga, mera concepção intelectual. Mas gradualmente e quase imperceptivelmente este sentimento é abandonado; um sentimento de percepção do supra-físico começa a agir no cérebro físico e a dar vida ao que antes era uma simples teoria intelectual. A razão para isso não precisa ser procurada longe. Ler livros Teosóficos é pôr-se em contato com forças poderosamente estimulantes no mundo dos arquétipos mentais."

(J. I. Wedgewood, Meditação para Iniciantes)

sexta-feira, 14 de julho de 2017

INTERIORIZAÇÃO


“A solidão é o preço da grandeza. Esteja sozinho interiormente. Não leve a vida sem objetivo que tantas pessoas levam. Medite mais e leia mais bons livros. Há tantas coisas inspiradoras a saber e, no entanto, as pessoas passam o tempo tolamente. A felicidade nunca virá, se você não se concentrar e agir de acordo com a sabedoria dos grandes homens. Os pensamentos deles ali estão para ajudá-lo, nas escrituras e em outros livros verdadeiros. (...)
A felicidade depende de meditação, de conhecer a mente dos grandes por meio de seus livros e de cercar-se de gente nobre e bondosa. Desfrute a solidão; mas quando buscar a companhia de pessoas, faça-o com todo amor e amizade, para que elas não consigam esquecê-lo e, sim, lembrar-se sempre de que conheceram alguém que as inspirou e fez suas mentes voltarem-se para Deus.”

(Paramahansa Yogananda – A Eterna Busca Do Homem –Ed. Self-Realization Fellowship )

quinta-feira, 13 de julho de 2017

A AUTÊNTICA ESPIRITUALIDADE

"Quando o conhecimento é acompanhado por um sentimento da natureza interna da vida e uma vontade genuína de se autoexaminar, a espiritualidade emerge. O antigo aforismo grego 'conhece-te a ti mesmo', inscrito no frontispício do Templo de Apolo, em Delfos, é uma mensagem perene de sabedoria para a humanidade, e não algo específico de uma era ou de uma cultura.
A espiritualidade requer inteligência atenta, temperada com discernimento. Em algum estágio durante nossa jornada começamos a fazer grandes questionamentos a respeito da vida, com tanta certeza como a noite segue-se ao dia. Podemos começar a questionar os ensinamentos que cruzam nosso caminho e até mesmo buscar as assim chamadas autoridades espirituais para virem em nosso auxílio, ajudar a conhecer nosso lugar no cosmo. Durante esse processo há um natural crescimento do caráter e da força interior."

(Linda Oliveira - A renovação da sociedade - Revista Sophia, Ano 8, nº 31 - p. 33)
Fonte:http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br

quarta-feira, 12 de julho de 2017

O QUE É MEDITAÇÃO



"A meditação consiste na tentativa de trazer à mente consciente, isto é, à mente em seu estado normal de atividade, alguma percepção da superconsciência, de criar pelo poder da aspiração um canal através do qual a influência do princípio espiritual ou divino, o homem real, possa irradiar-se à personalidade inferior. É uma projeção do pensamento e sentimento em direção a um ideal, e uma abertura das portas da aprisionada consciência inferior à influência daquela idéia. 'Meditação', diz H. P.Blavatsky, 'é o inexprimível anelo do homem interior pelo Infinito'. O ideal escolhido deve ser abstrato, pode ser uma virtude, tal como simpatia ou justiça; pode ser o pensamento sobre a Luz Interna, aquela Divina Essência que é a realidade mais íntima da natureza humana: ela pode mesmo ser reconhecida apenas como uma vaga e pálida sensação do que há de mais alto em nós. Ou o ideal pode ser personificado num Mestre, um Instrutor Divino, na verdade ele pode ser visto encarnado em qualquer um que sentimos de algum modo dignos de nosso respeito e admiração. Consequentemente o assunto e o tipo de meditação variarão largamente de acordo com o temperamento e raio do indivíduo. Mas em todos os casos é essencialmente a elevação da alma à sua divina fonte, o desejo do eu particular de tornar-se uno com o Eu Universal."

(J. I. Wedgewood, Meditação para Iniciantes)

terça-feira, 11 de julho de 2017

EXERCITANDO O AGORA

"Esteja presente como alguém que observa a mente e examine seus pensamentos e emoções, assim como suas reações em diferentes circunstâncias. Concentre seu interesse não só nas reações, mas também na situação ou na pessoa que leva você a reagir. Perceba também com que frequência a sua atenção está no passado ou no futuro. Não julgue nem analise o que você observa. Preste atenção ao pensamento, sinta a emoção, observe a reação. Não veja nada como um problema pessoal. Sentirá então algo muito mais poderoso do que todas aquelas outras coisas que você observa, uma presença serena e observadora por trás do conteúdo da sua mente: o observador silencioso. (...)"

(Eckhart Tolle - Praticando o Poder do Agora - GMT Editores )

segunda-feira, 10 de julho de 2017

MEMÓRIAS DO PASSADO

"Não há pergunta que se ouça com mais frequência, quando se fala em Reencarnação, do que esta: 'Se estivemos aqui antes, por que não nos lembramos disso?' (...) 
Quando uma filosofia ou uma ciência são rapidamente apreendidas e aplicadas, quando uma arte é dominada sem estudo, aí está a força da memória, embora os fatos passados do aprendizado tenham sido esquecidos. Conforme disse Platão, trata-se de uma reminiscência. Quando, ao primeiro encontro, nos sentimos íntimos de uma pessoa estranha, aí está a memória, o reconhecimento, pelo espírito, de um amigo de tempos passados; quando recuamos, com forte repulsa, diante de outro estranho, a memória também está aí, no reconhecimento, pelo espírito, de um antigo inimigo."

(Annie Besant - O Enigma da Vida - Ed. Pensamento) 






domingo, 9 de julho de 2017

O AMOR

"O amor é uma coisa nova, fresca, viva. Não tem ontem nem amanhã. Está além da confusão do pensamento. Só a mente inocente sabe o que é o amor, e a mente inocente pode viver no mundo não inocente. Só é possível encontrá-la, essa coisa maravilhosa que o homem sempre buscou sequiosamente por meio de sacrifícios, de adoração, das relações, do sexo, de toda espécie de prazer e de dor, só é possível encontrá-la quando o pensamento, alcançando a compreensão de si próprio, termina naturalmente. O amor não conhece oposto, não conhece conflito."

(Krishinamurti, O Libertador da Mente, Ed. Martin Claret)

sábado, 8 de julho de 2017

DESCUBRA O PROPÓSITO DE SUA EXISTÊNCIA USANDO A INTUIÇÃO


"Se usar a intuição, você conhecerá o verdadeiro propósito de sua existência neste mundo, e quando descobrir isso, encontrará a felicidade. A Terra é um palco e Deus é o Diretor de Cena. Se todos insistissem em ser reis e rainhas, o desenrolar do drama seria impossível. Além da realeza, o servo e o herói também precisam desempenhar bem seus papéis, para o êxito da peça. Vilões são os que perturbam o drama justo do Senhor. Os que escolhem tais papéis têm de pagar caro por seu flagrante desrespeito à direção divina. Independentemente da posição material ou da riqueza que a pessoa tenha, não se pode dizer que ela é bem-sucedida se isso for conseguido por meios escusos. A verdadeira felicidade só é possível quando desempenhamos nosso papel com correção; jamais de outra maneira. Quem faz o papel de milionário e quem faz o papel de pequeno comerciante - ambos são iguais perante Deus. No dia final, Deus despe todas as pessoas de suas posses e títulos. O que sua alma adquiriu é tudo o que você pode levar consigo."

(Paramahansa Yogananda - Jornada para a Autorrealização - Self-Realization Fellowship - p. 111)

Fonte http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br

sexta-feira, 7 de julho de 2017

PALESTRA PÚBLICA - A CHAVE PARA A TEOSOFIA - PARTE III

AMIGOS E INTRUTORES


"Aqueles a quem consideramos inimigos ou amigos chegaram à nossa vida através de nosso karma. Os laços kármicos permitem oportunidades de corrigirmos nossas atitudes. Amamos nossos amigos e por eles somos amados; ambos os lados se beneficiam. A respeito do 'inimigo', sentimos que ele chegou à festa sem ser convidado, para nos atormentar. Será?
(...) Se a pessoa que consideramos inimiga coloca-nos no caminho certo (embora involuntariamente), como chamá-la de inimiga? Ela também é uma instrutora. Alguns instrutores ensinam com amor, outros com a chibata."


(Pradeep Talwalker, Amigos e instrutores, Revista Sophia, Nº 67)

quinta-feira, 6 de julho de 2017

CURSO: FORMAÇÃO PARA TERAPEUTA FLORAL


PALESTRA - A DIMENSÃO CÓSMICA DA ASTROLOGIA

COMO SEGUIR O CAMINHO

"(...) Quando você continua procurando o tempo todo, a busca em si se torna uma obsessão que o domina. Você se torna uma espécie de turista espiritual, circulando muito sem nunca chegar a parte alguma. Como disse Patrul Rinpoche: 'Você deixa o elefante em casa e fica procurando as pegadas dele na floresta'. Seguir um ensinamento não é um modo de confinar você ou de, por ciúme, monopolizá-lo. É uma maneira compassiva e hábil de mantê-lo centrado e sempre no caminho, apesar de todos os obstáculos que você e o mundo inevitavelmente enfrentarão.
Assim, quando tiver explorado as tradições místicas, escolha um mestre e siga-o. Uma coisa é sair para a jornada da espiritualidade; outra completamente diversa é encontrar a paciência e a persistência, a sabedoria, a coragem e a humildade para ir até o fim. Você pode ter o carma para encontrar um professor, mas deve então criar o carma para segui-lo; pois poucos entre nós sabem verdadeiramente seguir um mestre, o que em si é uma arte. Assim, não importa quão grande seja o ensinamento ou o mestre, o essencial é que você encontre em si mesmo a percepção interior e a habilidade para aprender como amar e seguir o mestre e o ensinamento."

(Sogyal Rinpoche - O Livro Tibetano do Viver e do Morrer) 
Fonte:http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br/2017/04/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

MEDITAÇÃO

"Meditação não é um meio para um fim; não existe um fim, uma chegada; é um movimento no tempo e fora do tempo. Todo sistema, todo método, vincula o pensamento ao tempo; mas a atenção sem escolha a todo pensamento e sentimento, compreendendo-lhes os motivos e o mecanismo, o que lhes permite florescer, é o começo da meditação. A meditação é um movimento que transcende o tempo, quando o pensamento e sentimento florescem e morrem. Nesse movimento há êxtase; no vazio total existe amor; e quando há amor, há destruição e criação.
Meditação é aquela luz na mente que ilumina o caminho para a ação e, sem essa luz, não há amor."

(Krishinamurti, Meditations)

terça-feira, 4 de julho de 2017

DESÂNIMO


"Nunca, nunca devemos ficar deprimidos. No começo não compreendemos como é grande o objetivo, como é longo o caminho, como é escuro no princípio. 'Lentamente a estrada serpenteia para cima através dos anos. Na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença, na prosperidade ou no revés, o esforço deve continuar. Ao cair a pessoa ergue-se e gradualmente adquire coragem, fé, a vontade de ter sucesso e a capacidade de amar...
Inicialmente isso nos acarretará esforço, sacrifício e sofrimento, como qualquer disciplina destinada ao treinamento da mente, dos órgãos ou dos músculos. Mais tarde nos trará algo de inestimável valor, uma alegria peculiar e indefinível, que se deve sentir para compreender. Somente naqueles que lhe serviram fielmente toda a vida o espírito continua a elevar-se até o fim'. (Alexis Carrel).
Santa Teresa de Lisieux tomou, por ocasião de sua primeira comunhão, uma resolução, que respeitou por toda a sua vida: 'Nunca me permitirei desanimar'. O desespero é outro lado do egoísmo, nosso inimigo no Caminho."

(Clara Codd, A Técnica da Vida Espiritual, Ed. Teosófica)

segunda-feira, 3 de julho de 2017

CURSO - INTRODUÇÃO À TERAPIA FLORAL

A ORDEM CÓSMICA


"Há pessoas que não hesitam em transformar a Terra em material para promover ganhos financeiros. Esta é uma das principais razões por que que tantas espécies foram dizimadas. Esse tipo de atitude não é espiritual. Espiritual é ver a beleza em toda a parte. Em toda a parte, no deserto e na floresta, transparecem o esplendor e a luz do divino. Mas precisamos ter olhos para ver. 
Os olhos não veem senão um pouco, de vez em quando. Só as pessoas mais despertas veem as maravilhosas qualidades da natureza e também da consciência. H. P. Blavatsky, com seus extraordinários insights, via a bondade oculta em pessoas que pareciam grosseiras aos outros. Ela dizia que a 'combinação espiritual e psíquica do homem com a natureza' existe mesmo numa pessoa com falhas de caráter. É esse fator oculto, mas essencial, que devemos considerar, para saber qual será nosso futuro e o que a ordem cósmica nos revelará."

(Radha Burnier, A ordem cósmica, Revista Sophia, Nº 67)

domingo, 2 de julho de 2017

PERCEBIMENTO ALÉM DO CORPO FÍSICO


"Muitas pessoas, ao verem gradualmente o corpo material se deteriorar, têm medo de que isso seja o verdadeiro fim. Mas na verdade temos nos ocupado apenas de uma pequena parcela da vida. Nossos pensamentos sobre o que se passou e o que está por vir (sofrimento e dor, talvez) fazem-nos compreender o que é preciso para ter tranquilidade e paz na esfera física. Os pensamentos podem nos tornar um pouco mais perceptivos, especialmente agora que o ser humano tem mais conhecimento à disposição.
Há surpresa por todo o lado na esfera natural. Ver isso, e agir de acordo face um mundo pleno de belezas, maravilhas e possibilidades, é incrível. Existe tanto sobre o que pensar. As coisas do dia a dia importam muito pouco; o importante é ver além do corpo físico e crescer internamente."

(Radha Burnier, A ordem cósmica, Revista Sophia, nº 67)

sábado, 1 de julho de 2017

NA NOVA ERA

"Todos nós temos e continuamos a ter um papel valioso a representar no progresso da humanidade.Temos de alcançar  um estágio onde todos os desejos e atrações que têm predominado até o presente estágio não mais estejam atuando. Esta pode ser a nova era. Há poucas pessoas atualmente que falam a respeito da Nova Era, mas a maioria daqueles que assim o fazem está cheia de tormento, e não da profunda transformação por que a humanidade passará quando um número suficientemente grande das pessoas que a compõe tiver deixado o passado para trás. Uma nova vida deve ser iniciada como verdadeiros seres humanos - e não como parte humanos e parte brutais, tal como somos agora."

(Radha Burnier, Na Nova Era, Revista TheoSophia, publicação da Sociedade Teosófica, Ano 106)

sexta-feira, 30 de junho de 2017

AUTO-OBSERVAÇÃO

"Ao observarmos a nós mesmos, um maior grau de presença surge automaticamente em nossas vidas. No momento em que percebemos que não estamos presentes, estamos presente, Sempre que formos capazes de observar nossas mentes, deixaremos de estar aprisionados. Um outro fator surgiu, algo que não pertence à mente: a presença observadora.
Esteja presente como alguém que observa a mente e examine seus pensamentos e emoções, assim como suas reações em diferentes circunstâncias. Concentre seu interesse não só nas reações, mas também na situação ou na pessoa que leva você a reagir. Perceba também com que frequência a sua atenção está no passado ou no futuro. Não julgue nem analise o que você observa. Preste atenção ao pensamento, sinta a emoção, observe a reação. Não veja nada como um problema pessoal. Sentirá então algo muito mais poderoso do que todas aquelas outras coisas que você observa, uma presença serena e observadora por trás do conteúdo da sua mente: o observador silencioso. (...)"

(Eckhart Tolle - Praticando o Poder do Agora )

quinta-feira, 29 de junho de 2017

TOLERAR OU COMPREENDER?


"Ser tolerante para com outras religiões e ideologias parece grande elogio a muita gente – quando, de fato, é uma atitude assaz censurável, embora melhor que a intolerância. O que muitos entendem com “ser tolerante” é o seguinte: Eu estou com a verdade você está no erro; mas como eu sou um sujeito bom e pacífico, eu tolero generosamente os seus erros – sou tolerante.
Esta espécie de tolerância é, no fundo, orgulho e hipocrisia.
Mas quando alguém compreende que cada indivíduo tem o seu caminho peculiar rumo à verdade, e que cada um tem o direito e o dever de seguir o caminho que condiga melhor com a sua índole individual, então não despreza nem “tolera” simplesmente os seus companheiros de jornada que trilham outros caminhos; mas a sua visão panorâmica lhe diz que esses seus sócios de ideal são seus amigos e colaboradores – assim como as cores várias de um prisma são todas manifestações da única luz incolor, e nenhuma das cores tem o direito de desprezar as outras como sendo erradas; o vermelho, o verde, o azul, etc. são todos efeitos complementares da causa única da incolor. Nenhuma “tolera” a outra. Complementaridade não é hostilidade. A harmonia do universo exige variedade na unidade.
Onde há verdadeira compreensão da verdade, aí acaba tanto a intolerância como a tolerância.
Será que a rosa deve tolerar o cravo? Será que o rubi deve tolerar a esmeralda? Será que o condor deve tolerar o canário?..."

(Huberto Rohden, Roteiro Cósmico - Universalismo, http://universalismoesoterico.blogspot.com.br/)

quarta-feira, 28 de junho de 2017

A RETA AÇÃO

"A 'reta ação' é o modo de viver que evita a produção de 'resíduos kármicos', isto é, ações em que o pensamento não está contaminado com a presença do 'eu pessoal'. Ações com reta motivação. Isto por si mesmo traz uma imensa dificuldade e, para os monges, é o motivo de grandes tratados (Vinaya) durante o estudo filosófico. A 'reta ação' traz, como consequência, a necessidade de um 'reto meio de vida', onde a sobrevivência e a profissão não devem causar sofrimento aos outros seres.Toda e qualquer atividade que cause ou contribua para o sofrimento deve ser evitada."

(Alberto Brum, A Libertação d Sofrimento no Budismo Tibetano Gelugpa, Ed. Teosófica)

terça-feira, 27 de junho de 2017

FORMAS PENSAMENTOS

"Se você repetir um pensamento, ele repete a vibração correspondente e, assim, quando a matéria tiver vibrado de uma forma particular uma vez, é mais fácil para ela vibrar de novo do mesmo modo do que do que de uma forma nova; e quanto mais você repete esse pensamento, com maior presteza terá a resposta vibratória. Depois de muita repetição, a tendência estará instalada na matéria do seu corpo mental, para repetir automaticamente, por conta própria, essa vibração.” 

(Annie Besant, Um Estudo sobre o Karma)

segunda-feira, 26 de junho de 2017

PALESTRA PÚBLICA - SOCIEDADE TEOSÓFICA, SUA HISTÓRIA, SUA MISSÃO - PARTE VI

PALESTRA PÚBLICA - A CHAVE PARA A TEOSOFIA - PARTE II

BUSCANDO A VERDADE

“Os teosofistas estudam todos os sistemas - e não ensinam nenhum, deixando que cada um pense e busque a verdade por si mesmo. Nossos membros apenas ajudam uns aos outros no trabalho comum, e cada um de nós está aberto a mudar de convicção, sempre que a provável verdade de qualquer hipótese dada for demonstrada à luz da ciência, da lógica ou da razão modernas. (...) Mas o que nós pedimos, e com a maior ênfase, é que as pessoas estudem, comparem e pensem por si mesmas antes de aceitar definitivamente qualquer testemunho de segunda mão.” 

(Helena P. Blavatsky - “Collected Writings”, TPH, Adyar, volume III)

domingo, 25 de junho de 2017

FORMAS DE CONSCIÊNCIA

“Quando uma pessoa se dá conta de que todas as formas de consciência, desde a de um elétron até a de um Dhyan Chohan, são corporificações do Logos Uno e que, embora possa estar ‘limitado, enclausurado, confinado’ Ele se encontra dentro do elétron, então ela começa a viver num universo de luz perpétua e para ela a natureza, trabalhando em reinos visíveis e invisíveis, é um clarão da glória do Inefável.” – 

(C. Jinarajadasa – Livro “Fundamentos de Teosofia” – EditoraTeosófica)

sábado, 24 de junho de 2017

O QUE VOCÊ ENTENDE POR AMOR?

"O amor é misterioso. Ele só pode ser entendido quando o conhecido é entendido e transcendido. Haverá amor só quando a mente estiver isenta do conhecido. Portanto, devemos abordar o amor negativamente, e não o contrário.
O que é o amor para a maioria de nós? Quando amamos, há possessividade, dominação ou subserviência. Dessa possessão surgem o ciúme e o medo da perda, por isso legalizamos esse instinto possessivo. Além do ciúme, surgem inúmeros conflitos com os quais cada um está familiarizado. Portanto, possessividade não é amor. Nem o amor sentimental. Ser sentimental, emocional, exclui o amor. A sensibilidade e as emoções são meramente sensações.
...Só o amor pode transformar a insanidade, a confusão e o conflito. Nenhum sistema, nenhuma teoria da esquerda ou da direita pode trazer paz e felicidade ao homem. Onde há amor não há possessividade, não há inveja. Há piedade e compaixão, não em teoria, mas verdadeiramente - por seu cônjuge e seus filhos, seu vizinho e seu subalterno... Só o amor pode trazer piedade e beleza, ordem e paz. Há amor com sua bênção quando 'você' deixa de existir."

(Krishnamurti - O Livro da Vida - Ed. Planeta do Brasil Ltda., São ;Paulo, 2016 - p. 124)
Fonte: http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br/2017/04/

quinta-feira, 22 de junho de 2017

PASSOS PARA A EVOLUÇÃO

"O curso normal da evolução humana leva o homem para o alto, estágio por estágio. Entretanto, uma distância imensa separa até os gênios e os santos do homem que 'está no limiar da divindade' – e ainda mais daquele que cumpriu a ordem de Cristo: 'Sede perfeitos, como Vosso Pai do Céu é perfeito.' Há alguns passos que levam à subida para a Passagem, da qual está escrito: 'Estreita é a porta e árduo o caminho que leva à vida, e poucos são os que o encontram.' Quem são 'os perfeitos', dos quais fala Paulo, o Apóstolo?
Na verdade, há passos que levam a esse Portal, e poucos são os que palmilham o seu caminho árduo. A Porta é a da Iniciação, o segundo nascimento, o batismo do Espírito Santo e do Fogo, o Caminho que leva ao conhecimento de Deus, que é a Vida do Eterno.
Cada uma das qualificações deve ser desenvolvida até certo ponto, embora não completamente, antes que o primeiro Portal possa ser cruzado. São os seguintes, esses Portais:
• Discernimento: o poder de distinguir entre o real e o irreal, entre o eterno e o transitório – a visão aguda que vê o que é Verdadeiro e reconhece o que é Falso sob todos os disfarces.
• Imparcialidade ou Ausência de Desejo: estar acima do desejo de possuir objetos que dão prazer ou afastar objetos que causam dor, pelo domínio absoluto da natureza inferior e pela transcendência da personalidade.
• Os Seis Dons ou Boa Conduta: controle da mente, controle do corpo – em palavras e em ações –, tolerância, resignação ou boa disposição, equilíbrio ou determinação, confiança. (...)"


(Annie Besant - O Enigma da Vida - Ed. Pensamento)

quarta-feira, 21 de junho de 2017

POST MORTEM


"Após a morte do depravado e perverso, chega o momento crítico. Se durante a sua vida, o esforço último e desesperado do Ser interno para unir novamente o seu tênue raio à sua origem divina é negligenciado; se se permite que esse raio seja cada vez mais excluído pelo endurecimento da crosta de matéria, a alma, uma vez liberta do corpo, segue suas atrações terrenas, e é magneticamente atraída para os densos nevoeiros da atmosfera material e aí retida."

(H. P. Blavatsky, Momentos de Sabedoria, Ed. Teosófica)

terça-feira, 20 de junho de 2017

SIMPATIA


"A natureza ligou todas as partes do seu Império por meio de sutis liames de simpatia magnética, e existe uma relação mútua mesmo entre a estrela e o homem; o pensamento viaja mais rápido do que o fluido elétrico, e vosso pensamento 
encontrar-me-á, se projetado por um impulso puro, assim como o meu encontra, encontrou e frequentemente impressionou vossa mente."

(K. H., Meditações, Excertos de Cartas dos Mestres de Sabedoria, Ed. Teosófica)

segunda-feira, 19 de junho de 2017

PALESTRA PÚBLICA - A DOUTRINA SECRETA - COSMOGÊNESE

PALESTRA PÚBLICA - A CHAVE PARA A TEOSOFIA

DISCIPLINA

"A disciplina, o ajustamento, o exercício, só servem para reforçar a consciência individual de ser alguma coisa. A mente pratica a não-avidez e, por conseguinte, não está livre da consciência de ser não-ávida, por esta razão ela não é, deveras, não-ávida; apenas vestiu uma capa nova, a que chama não-avidez. Pode-se observar este processo em todos os seus aspectos; nossos motivos, nosso desejo de alcançar um fim, pelo ajustamento a um padrão, nosso desejo de estar em segurança, na observância de um padrão, tudo isso constitui apenas o movimento do conhecido para o conhecido, sempre dentro dos limites do próprio processo egocêntrico da mente. Perceber tudo isso, estar cônscio de tudo isso é o começo da inteligência, e a inteligência nem é virtuosa nem não-virtuosa, pois não pode ser ajustada a um padrão de virtude ou de não - virtude. A inteligência traz liberdade — que não significa licenciosidade ou desordem. Sem esta inteligência não pode haver virtude; a virtude dá liberdade, e com a liberdade surge a realidade. Se perceberes esse processo na sua inteireza, vereis então que desaparecerá o conflito. Porque nos sentimos em conflito e desejamos dele fugir, recorremos às várias formas de disciplina, de renúncia e ajustamento. Quando vemos em que consiste o processo do conflito, não há mais questão de disciplina, porque compreendemos, então, momento por momento, todo o mecanismo do conflito."

(J. Krishinamurti, A Primeira e Última Liberdade, Ed. Cultrix pg. 139)

domingo, 18 de junho de 2017

A NATUREZA DA ARMADILHA

"A tristeza é resultado de um choque, é o abalo temporário de uma mente que estava calma, que havia aceitado a rotina da vida. Algo acontece - uma morte, a perda de um emprego, o questionamento de uma crença acalentada - e a mente fica perturbada. Mas o que torna uma mente perturbada?
A mente encontra uma maneira de ficar novamente tranquilizada: refugia-se em outra crença, em um emprego mais seguro, em um novo relacionamento. No entanto, novamente a onda da vida a atinge e abala sua segurança. Mas a mente logo encontra outra defesa, e assim ela prossegue. Esse não é o caminho da inteligência, é?
Nenhuma forma de compulsão externa ou interna vai ajudar, concorda? Toda compulsão, ainda que sutil, é resultado da ignorância, nasce do desejo de recompensa ou do medo da punição. Entender toda a natureza da armadilha é estar livre dela - nenhuma pessoa, nenhum sistema, nenhuma crença pode libertá-lo. A verdade é o único fator libertador. Mas você tem de ver por si mesmo, e não ser persuadido. Você tem de partir em uma viagem por um mar desconhecido."

(Krishnamurti - O Livro da Vida - Ed. Planeta do Brasil Ltda., São Paulo, 2016 - p. 233)
Fonte: http://chavesparaasabedoria.blogspot.com.br/2017/04/a-natureza-da-armadilha.html

sábado, 17 de junho de 2017

ENCONTRO DA REGIONAL SUL DA SOCIEDADE TEOSÓFICA - EM CURITIBA

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e área interna

ENCONTRO DA REGIONAL SUL DA SOCIEDADE TEOSÓFICA EM CURITIBA

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sentadas e área interna

ENCONTRO DA REGIONAL SUL - DA SOCIEDADE TEOSÓFICA

A imagem pode conter: 25 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

O SOFRIMENTO EVOLUTIVO DA NATUREZA E NA HUMANIDADE


"Toda a vida da natureza em evolução está baseada numa espécie de sorriso sadio.
Não há evolução sem resistência ou sofrimento.
O sofrimento sadio está a serviço da integridade e evolução do corpo. Se um ferimento não causasse dor, nenhum organismo existiria sem lesões corporais.
Na humanidade, porém, aparece um novo motivo de sofrência, que não visa apenas o corpo, mas a realização do homem integral.
Sem sofrimento não há evolução superior, mas perpétua estagnação.
O homem é um homem realizável, mas não realizado. Pode estar terminada a sua evolução corporal – falta, porém, a sua realização hominal.
Diz um pensador moderno: 'Deus creou o homem o menos possível, para que o homem se possa crear o mais possível'.
Essa transição ascensional do menos para o mais implica em sofrência, num sofrimento sadio e evolutivo.
Se não houvesse sofrimento na humanidade, haveria eterna estagnação, ou até involução.
Mas as leis cósmicas do Universo exigem imperiosamente evolução."


(Huberto Rohden, Por que Sofremos, http://universalismoesoterico.blogspot.com.br/)