quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

TRANSFORMAÇÃO INTERIOR


"Nós contatamos o mundo através da sensação. Todas as sensações são agradáveis ou dolorosas. Quando a sensação é agradável, a mente agarra-se a esta, nela se prendendo. O desejo é o produto, e este desejo permeia a mente e opera através da memória. Queremos que o desejo seja satisfeito repetidamente e não há fim nisso. Quando o desejo se faz sentir, o seu ardor impera, e a mente cai sob o seu fascínio; ela é escravizada pelo desejo. O desejo é infindável em sua escravização. Ele nos prende ao nosso passado, é repetitivo, fascina o nosso pensamento, impede a consciência de estar totalmente no presente. Não podemos dizer ‘não é isto’ até que nos coloquemos acima disso. O nosso pensamento está em um casamento desigual com o desejo, e isso é chamado de kᾱma-manas. Até que vejamos o seu processo e compreendamos as suas ilusões, não podemos mudar a nós mesmos.”
(N. Sri Ram - O Homem sua Origem e Evolução - Ed. Teosófica)

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

KARMA


“O único decreto do Karma, um decreto eterno e imutável, é a absoluta harmonia no mundo da matéria tal como ocorre no mundo do Espírito. Portanto, não é o Karma que recompensa ou pune, mas somos nós que recompensamos ou punimos a nós mesmos, segundo trabalhemos com a Natureza, através dela e como companheiros dela, submetendo-nos às leis que depende daquela harmonia, ou infringindo-as.”
(Helena Petrovna Blavatsky, Doutrina Secreta, I)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

ALTRUÍSMO


“A felicidade é uma prerrogativa do homem. Ele a busca e todos têm o mesmo direito de querer conquistá-la. Ninguém procura a infelicidade. A justiça e a igualdade são também direitos do homem. A prática desses princípios deve decorrer do altruísmo, sem qualquer influência nociva dos meandros do poder e da riqueza. Para desenvolver este princípio altruísta, de forma a permitir que justiça e paz coexistam, é preciso antes de tudo criar para a sociedade um sustentáculo moral inabalável.”
(Dalai-Lama, O Caminho da Tranquilidade)

domingo, 28 de dezembro de 2014

DISCERNIMENTO


“A clareza, que é a luz do discernimento, surge quando a pessoa se dá ao trabalho de estudar profundamente a vida por si mesma. Isso marca o começo da vida espiritual. Deve haver clareza de percepção a fim de se distinguir o que é essencial. A clareza torna possível ver que a raiz de nossos problemas é o egoísmo. Se há violência, pode-se ver a sua fonte em cada ser humano. A pessoa deve se mover do não importante para o básico, do fato superficial ao ponto fundamental.”
(Radha Burnier - Com Todo o Coração - Revista Sopha)

sábado, 27 de dezembro de 2014

O PODER DOS PENSAMENTOS


“Helena Petrovna Blavatsky assinala, em A Chave para a Teosofia (Ed. Teosófica), que a verdadeira oração é um mistério, um processo oculto através do qual pensamentos e desejos continuados sofrem uma transformação espiritual. A aspiração ao divino auxilia a refinar a mente e a elevá-la. A devoção pura, juntamente com a autoentrega, vertidas como oferecimento a uma imagem sagrada, harmoniza e purifica, mesmo quando essa imagem é criada pela mente. Poucas pessoas podem contemplar a deidade não manifesta em nosso atual estágio de evolução. As outras precisam começar a purificar e a refinar o conteúdo de suas mentes. A oração, a devoção pura e a meditação sobre o que quer que seja sublime e sagrado ajudam a transformar a consciência individual e, através dela, a consciência maior do mundo." 
(Radha Burnier - O poder dos pensamentos - Revista Sophia)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

ERAS


“A divisão da história da humanidade em Idades de Ouro, Prata, Bronze e Ferro não é ficção. Vemos a mesma coisa na literatura dos povos. Uma idade de grande inspiração e produtividade inconsciente é invariavelmente seguida por uma era de censura consciente. Uma supre o material para o intelecto analisador e crítico da outra.”
(Helena Petrovna Blavatsky, Ísis, I)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

CARMA


“Carma é uma palavra sânscrita que significa ‘ação’. Designa uma força ativa, significando que o resultado dos acontecimentos futuros pode ser influenciado por nossas ações. Supor que o carma é uma espécie de energia independente que predestina o curso de toda a nossa vida é incorreto.
Quem cria o carma?
Nós mesmos. O que pensamos, dizemos, fazemos, desejamos e omitimos cria o carma. Não podemos, portanto, sacudir os ombros sempre que nos defrontamos com o sofrimento inevitável. Dizer que todo o infortúnio é mero resultado do carma equivale a dizer que somos totalmente impotentes diante da vida. Se isso fosse verdade, não haveria motivo para se ter qualquer esperança.”
(Dalai-Lama, O Caminho da Tranquilidade)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

PROCURE PRIMEIRO O REINO DE DEUS



"Tanto o céu quanto a Terra estão dentro de nós. Quando as pessoas dizem ‘isto é divino’, elas querem dizer que aquilo que experienciam é agradável, que sentem um bem-estar fora do comum. Esta experiência é um estado de consciência, para todas as experiências subjetivas. Quer sejam de felicidade e paz ou de medo e dor, elas estão na consciência. Um campo de flores maravilhoso poderia ser bem descrito como ‘algo divino’, embora esteja mesmo é na Terra. A divinização é a experiência da consciência. E deste modo ‘céu’ é um estado interno de ser, e não um local em outro plano ou região.”
(Radha Burnier - Procure primeiro o reino de Deus - Revista Sophia)


terça-feira, 23 de dezembro de 2014

UMA JUSTIÇA PERFEITA


“O reencarnacionismo sustenta que a aparente injustiça do mundo é consequência da limitação do nosso conhecimento e visão. Se, em vez de apenas uma existência, pudéssemos ver a série completa de encarnações de um indivíduo, com o funcionamento do carma através da cadeia dos tempos, perceberíamos que uma justiça perfeita rege todos os fatos. Assim como o mundo físico é governado pela causa e efeito, a inviolável lei do carma governa o resultado das nossas ações. A morte é apenas uma breve interrupção no funcionamento dessa lei e de seus efeitos, que se estende vida após vida, abarcando toda a existência do indivíduo.”
(John Algeo - Investigando a reencarnação - Revista Sophia, Ano 3, nº 9)

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL



Desejamos a todos que estiveram conosco nos estudos, no convívio diário, um Natal repleto de paz e amor.
Que o espírito natalino possa nos tocar e nos transformar em pessoas melhores do que já somos.
FELIZ NATAL

TUDO TEM SEU TEMPO


“Agir, e agir sabiamente quando chegar o tempo da ação, esperar, e esperar pacientemente, quando for tempo para repouso, põe o homem em harmonia com os altos e baixos das marés (da vida), e deste modo, tendo a lei e a Natureza como seu respaldo, e a verdade e a caridade como faróis luminosos a lhe indicarem o caminho, ele poderá realizar maravilhas. A ignorância desta lei resulta em períodos de entusiasmo irracional de um lado, e depressão e até mesmo desespero do outro. O homem torna-se assim vítima de suas flutuações, quando deveria ser o Senhor delas. Tem paciência, Candidato, como alguém que não teme fracassos nem corteja êxitos.”
(Helena Petrovna Blavatsky, Ocultismo Prático)

domingo, 21 de dezembro de 2014

AMOR UNIVERSAL


“A identidade de nossa origem física não apela aos nossos mais elevados e profundos sentimentos. A matéria, despojada de sua alma e espírito, ou sua divina essência, não pode falar ao coração humano. Mas a identidade da alma e do espírito do homem real, imortal, como a Teosofia nos ensina, uma vez provada e profundamente enraizada em nossos corações, nos levaria longe no caminho da caridade verdadeira e da boa vontade fraternal.”
(Helena Petrovna Blavatsky, A Chave Para a Teosofia)

sábado, 20 de dezembro de 2014

CAMINHOS PARA A TRANSFORMAÇÃO


“Cada um de nós tem a possibilidade de se empenhar para dominar as compulsões originadas do funcionamento natural de nossas próprias tendências, tendências essas que são baseadas em nossas experiências, conhecimento e impressões acumuladas ao longo do tempo. Este é o significado do trabalho espiritual: uma luta contra a nossa própria natureza mecânica, na qual os aspectos espirituais da humanidade, assim como as funções involuntárias e naturais do universo ajudam a existência não intencional e natural dos seres humanos."
(Ravi Ravindra - A conquista da Liberdade - Revista Sophia)

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

ASPECTOS DA NOSSA NATUREZA


"Cada aspecto de nossa natureza, tanto o bem quanto o mal, é exigido para a tarefa à nossa frente. Tal como o redirecionamento de energia, todos os elementos dentro de nós devem ser transformados. Tanto os vícios quanto as virtudes, dizem-nos, são ‘passos (que) compõem a escada’ por meio da qual ascendemos ao mais elevado. Como diz o comentário: ‘Toda a natureza do homem deve ser usada sabiamente por aquele que deseja entrar no caminho’”.
(Joy Mills - Buscai o caminho - Revista Theosophia)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

O PODER DOS PENSAMENTOS


"O pensamento é uma força que molda a si mesma para se tornar uma entidade ativa. Ele sobrevive por um período mais longo ou mais curto, dependendo da intensidade do pensamento e da paixão que o animam. Se os pensamentos forem repetidos, uma energia renovada é adiconada à forma que havia sido criada. Como resultado, cada pessoa vive em meio a um mundo de entidades-pensamento autocriadas, um pequeno mundo de influências. Assim criamos um karma e nos tornamos responsáveis por muito mais do que nossas vidas pessoais.”
(Radha Burnier - O poder dos pensamentos - Revista Sophia)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

CONSIDERAÇÕES


"Perg. Qual você considera deveres teosóficos?

Teos. Estar sempre preparado para reconhecer e confessar as próprias faltas. Pecar antes por louvar exageradamente os esforços de seu vizinho, do que não apreciá-los suficientemente. Nunca acusar ou caluniar uma pessoa pelas costas. Dize-lhe sempre aberta ou diretamente o que tem contra ela. Nunca fazer eco de qualquer coisa que você possa vir a escutar contra outra pessoa, nem alimentar vingança contra aqueles que vierem a prejudicá-lo."
(Helena Petrovna Blavatsky, A Chave para a Teosofia)

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

A JORNADA DA ALMA



"Assim como o Logos reflete o Universo na Mente Divina, e o Universo Manifestado se reflete em cada uma de suas Mônadas - conforme se expressa Leibnitz, que assim repete um ensinamento oriental, também a Mônada, durante o ciclo de suas encarnações, deve refletir-se em todas as formas-raízes de cada reino. Portanto, os cabalistas dizem corretamente 'que o Homem se converte numa pedra, numa planta, num animal, num homem, num espírito e, finalmente num Deus', levando assim a cabo o seu ciclo ou circuito, e regressando ao ponto de partida como Homem Celeste."

(Helena Petrovna Blavatsky, A Doutrina Secreta, II)

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

REENCARNAÇÃO


"Como no caso da reencarnação dos lamas do Tibete, um Adepto da mais elevada ordem pode viver indefinidamente. Seu escrínio mortal usa, no entanto, certos segredos alquímicos para prolongar o vigor juvenil muito além dos limites usuais; contudo, o corpo raramente pode ser mantido por mais de duzentos ou quatrocentos anos. O vestuário velho é então posto fora, e o Ego espiritual, forçado a deixá-lo, escolhe para sua habitação um novo corpo, viçoso e cheio de saudável princípio vital."
(Helena Petrovna Blavatsky, Ísis Sem Véu)

domingo, 14 de dezembro de 2014

ENTREGA


“Todo ser humano vem das mãos de Deus, e todos sabemos do amor de Deus por nós. Deus tem os seus próprios modos de trabalhar nos corações dos homens, e nós não sabemos o quanto eles estão próximos Dele, mas, pelas suas ações, sempre saberemos se eles estão à Sua disposição ou não. Seja você um hindu, um muçulmano ou um cristão, a forma como você vive a sua vida é a prova de que está totalmente dedicado a ele ou não.”
(Madre Teresa de Calcutá)

sábado, 13 de dezembro de 2014

IMPEDIMENTO PARA A AUTORREALIZAÇÃO



“Tendemos a considerar apenas a aparência imediata e nos identificamos completamente com o ego que usurpa para si os direitos de autoria. Assim vivemos por nós mesmos e para nós mesmos somente, separados da pessoa que está por detrás da máscara de nossa personalidade. Para nós, a Autorrealização torna-se minha realização; o demônio do meu não se afasta de nós.”
(Ravi Ravindra, Sussurros da Outra Margem)

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

CONSCIENTIZAÇÃO


“Estamos todos aqui neste planeta, por assim dizer, como turistas. Nenhum de nós pode morar aqui para sempre. O maior tempo que podemos ficar são aproximadamente cem anos. Sendo assim, enquanto estamos aqui, deveríamos procurar ter um bom coração e fazer de nossas vidas algo de positivo e útil. Que vivamos poucos anos ou um século inteiro, seria lamentável e triste passar este tempo agravando os problemas que afligem as outras pessoas, os animais e o ambiente. O mais importante de tudo é ser uma boa pessoa”
(Sua Santidade - o Dalai- Lama)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

PERDÃO


“Lembre que se você se arrepende de verdade, se realmente faz isso com o coração puro, você será absolvido aos olhos de Deus. Ele irá perdoá-lo, se você confessar verdadeiramente. Então ore para ser capaz de perdoar àqueles que o ofenderam ou de quem você não gosta, e perdoe, assim como você foi perdoado.”
(Madre Teresa de Calcutá)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

AUTO-OBSERVAÇÃO

"A observação dos próprios pensamentos e reações é uma forma de meditação em que se estuda a verdadeira natureza da mente e seu estado, em que se olha nela profundamente para descobrir-lhe motivos e forças ocultas, alcançando assim a autocompreensão integral. É disso que H. P. B. fala em diferentes termos quando ela se refere ao estudo da natureza inferior à luz da superior. A mente e as emoções precisam ser estudadas com objetividade absoluta, e tratadas como se separadas da pessoa. Isto é muito mais difícil do que retirar um pensamento de um livro ou selecionar alguma virtude e revolvê-la na mente, embora isto também seja bom, especialmente como um começo ou uma base para um esforço maior. É bom concentrar-se e contemplar a verdade mesmo como a conhecemos, enquanto exploramos ou descobrimos as engrenagens da nossa própria mente. O que é errado é compreendido simultaneamente ou em relação àquilo que é certo, da mesma maneira como aquilo que é belo é percebido em relação àquilo que não o é.”

(N. Sri Ram - Em Busca da Sabedoria)

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

JOVENS PARA SEMPRE


"(...) O tirano chamado Tempo mora dentro de nós, alimentado por nossas atividades e desejos por coisas transitórias. Dependendo de nossa condição mental, o tempo passa rápida ou lentamente. As paixões e emoções perturbam as mentes dos mortais, enquanto os deuses, não contaminados pelos pensamentos e desejos mundanos, experienciam a imortalidade e a juventude.
Para sermos jovens e belos, devemos necessariamente nos livrarmos dos impulsos – o ímpeto para chegar a algum lugar, para ser o primeiro, para realizar. Isso nos escraviza ao tempo. O tempo priva a mente de sensibilidade e flexibilidade e a torna propensa às ansiedades do egocentrismo que envelhece o corpo.”
(Radha Burnier - Jovens para sempre - Revista Sophia, nº18)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

OS CAMINHOS DO AUTOCONHECIMENTO

“O autoconhecimento não pode ser dado por outros. O indivíduo precisa conhecer a si mesmo tal como é, e não como deseja ser, pois o que ele deseja ser é apenas um ideal imaginário. Para conhecer a si mesmo, o indivíduo precisa de extraordinária vigilância por parte da mente. Tudo está sujeito à constante mudança, por isso a mente não deve ser restringida por dogmas. Se você é ganancioso ou violento, o simples fato de nutrir um ideal de não violência ou de generosidade é de pouco valor. Mas compreender que somos violentos ou gananciosos requer um percebimento extraordinário. Requer honestidade e lucidez de pensamento, ao passo que simplesmente seguir um ideal representa uma fuga que nos impede de perceber e de atuar diretamente sobre o que somos.”


(J. Krishnamurti - Os Caminhos do Autoconhecimento - Revista Sophia, nº 49)

domingo, 7 de dezembro de 2014

NO SILÊNCIO DO CORAÇÃO


“Deus fala no silêncio do coração. Se você encontra Deus na prece e no silêncio, Deus falará com você. Então você saberá que você não é nada. Somente quando você descobre que nada é, quando descobre o vazio em você, é que Deus pode preenchê-lo com Sua Presença.”
(Madre Teresa de Calcutá)

sábado, 6 de dezembro de 2014

EVOLUÇÃO HUMANA


“Certamente, o homem não é nenhuma criação especial. Ele é o produto do trabalho de gradual aperfeiçoamento da Natureza, como qualquer outra unidade viva sobre a Terra. Mas isso apenas com relação ao tabernáculo humano. Aquilo que vive e pensa no homem e sobrevive àquela estrutura, a obra prima da evolução, é o ‘Eterno Peregrino’, a diferenciação proteica em espaço e tempo do Uno ‘Incognoscível’ e Absoluto.”
(Blavatsky, Doutrina Secreta)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

PRÁTICAS PARA A VIDA DIÁRIA


“Se acreditamos que o objetivo da vida é meramente satisfazer o nosso eu material, e mantê-lo em conforto, e que o conforto material confere o mais elevado estado de felicidade possível, nós tomamos erroneamente o inferior pelo superior, e uma ilusão pela verdade.”
(Blavatsky, Ocultismo Prático)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

PACIÊNCIA

“O aprimoramento da paciência requer a presença de alguém que deliberadamente nos faça mal. Esse tipo de pessoa nos dá a chance de praticarmos a tolerância. A nossa força interior é posta à prova com mais intensidade do que aquela de que o nosso guia espiritual seria capaz. Em essência, o exercício da paciência nos protege da confiança.”
(Sua Santidade - o Dalai- Lama)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

COMPREENDER A VERDADE


"O que fundamentalmente causa a ilusão é a busca daquilo que proporciona prazer, daquilo que gratifica em qualquer nível que seja. Gostamos de aceitar algo mental ou fisicamente por proporcionar prazer, por ser conveniente fazê-lo ou por ser um pensamento confortante; é adequado a nossa forma habitual de pensar por assim dizer. Compreender a verdade não é a mesma coisa que assenhorar-se de uma ideia, e ater-se a ela com fervor. A mente é facilmente subornada pelo prazer. Com frequência damos prazer a alguma pessoa, a fim de conseguir que ela faça o que queremos que faça. Esta é uma prática que evidencia resultados em toda parte. A mente concordará voluntariamente com o doador do prazer. Portanto, é necessário sermos rigorosos conosco no que tange ao vivenciar a verdade - e esta é uma base necessária para o ocultismo.”
(N. Sri Ram - Em Busca da Sabedoria)

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

HÁBITOS DESTRUTIVOS


"(...) Para que lutamos? Por que o estresse surge das profundezas do nosso ser? A luta do nosso passado animal ainda estará ativa no cérebro? Por que as pessoas que desfrutam das benesses da vida sentem-se pobres? As crianças são preparadas para assumir posições cada vez melhores, adquirir mais habilidades, realizar sempre mais. Além disso, existe a luta para ser amado. Quanto mais as pessoas anseiam por amor, admiração e reconhecimento, mais estressadas se tornam. Desejando e exigindo – em vez de estarem elas mesmas amando e sendo úteis -, passam suas vidas lutando.”
(Radha Burnier - Estar no mundo e viver em paz - Revista Sophia)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

SEM AUTOANÁLISE O HOMEM VIVE COMO UM ROBÔ


"Milhões de pessoas nunca analisam a si próprias. Mentalmente, são produtos mecânicos da fábrica do ambiente em que vivem, preocupadas com o café da manhã, almoço e jantar, trabalhando, dormindo, indo daqui para ali para se divertirem. Elas não sabem o que, nem por que estão procurando, e tampouco compreendem por que jamais encontram felicidade perfeita ou satisfação duradoura. Esquivando-se da autoanálise, permanecem como robôs, condicionadas pelo seu meio. A verdadeira autoanálise é a melhor arte do progresso.”
(Paramahansa Yogananda - A Eterna Busca do Homem)