domingo, 23 de abril de 2017

DISCERNIMENTO


“Precisas distinguir entre a verdade e a falsidade; tens de aprender a ser verdadeiro em tudo, em pensamento, palavra e ação. 
Primeiro em pensamento; e isto não é fácil, pois há no mundo muitos pensamentos falsos, muitas superstições insensatas, e ninguém que estiver escravizado por eles poderá fazer progresso. Portanto, não deves acolher um pensamento simplesmente porque muitas outras pessoas o acolhem, nem porque se tenha acreditado nele por séculos, nem porque esteja escrito em algum livro que os homens julguem ser sagrado; tu tens de pensar sobre a questão por ti mesmo, e julgar por ti mesmo se ela é razoável. Lembra-te que, embora um milhar de homens concorde sobre um assunto, se eles não souberem nada sobre aquele assunto a sua opinião não tem valor. Aquele que quiser trilhar a Senda tem de aprender a pensar por si mesmo, porque a superstição é um dos maiores males do mundo, um dos grilhões dos quais, por ti próprio, deves te libertar completamente.”

(Krishnamurti, Aos Pés do Mestre, Ed. Teosófica, pg. 32)

sábado, 22 de abril de 2017

SAMSARA MODERNO


“Esse samsara moderno alimenta-se de ansiedade e depressão que ele próprio fomenta, e para as quais nos treina e cuidadosamente nutre com um mecanismo de consumo que precisa manter-nos ávidos para continuar funcionando. O samsara é altamente organizado, versátil e sofisticado. Investe sobre nós de todos os lados com sua propaganda, criando à nossa volta uma cultura de dependência quase inexpugnável. Quanto mais tentamos escapar, mais nos sentimos enredar nas armadilhas que ele tão engenhosamente nos prepara. Como dizia no século XVIII o mestre tibetano Jikmé Lingpa: ‘Hipnotizados pela mera variedade de percepções, os seres vagam infinitamente perdidos no círculo vicioso do samsara’.”

(Sogyal Rinpoche, O Livro Tibetano do Viver e do Morrer, Ed. Talento, pg 41)

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Qual é a essência da Teosofia?



"É o fato de que o homem, sendo ele próprio
divino, pode conhecer a Divindade, de cuja vida compartilha. Como corolário inevitável dessa verdade suprema, surge o fato da Fraternidade do Homem. A Vida divina é o espírito de tudo quanto existe, desde o átomo até o arcanjo; um grão de poeira não poderia existir se Deus estivesse ausente dele, e o mais elevado serafim não passa de uma faísca saída do Fogo eterno, que é Deus.
Os que compartilham de uma Vida, formam, reunidos, uma Fraternidade. A imanência de Deus, a solidariedade do Homem, eis as verdades básicas da Teosofia."

(Annie Besant, O Enigma da Vida, universalismoesoterico.blogspot.com.br)

quinta-feira, 20 de abril de 2017

PALESTRA - AMOR E PAIXÃO SOBRE A ÓTICA DA COMPLEXIDADE

A ALMA É LIVRE




“As almas foram ‘feitas’ à imagem e semelhança de Deus. Nem o pecador mais empedernido pode ser condenado para sempre. Causas finitas não geram efeitos infinitos. Por uso inadequado de seu livre-arbítrio, o homem talvez se julgue mau; mas, no íntimo, é uma criatura de Deus. O filho de um rei pode, sob a influência do álcool ou de um pesadelo, julgar-se mendigo; todavia, quando se recupera do estado de intoxicação ou acorda, constata que se iludiu. A alma perfeita, sempre livre de pecado, acaba por despertar em Deus quando recorda sua natureza real, eternamente virtuosa. O homem, feito à imagem de Deus, só se ilude por pouco tempo. Esse engano passageiro o induz a julgar-se mortal. E, na medida em que se identifica com a mortalidade, ele sofre. O equívoco da mortalidade, cultivado pela alma, às vezes se estende a várias encarnações. Contudo, graças ao esforço pessoal – sempre influenciado pela lei divina –, o Filho Pródigo aguça o tirocínio, recorda sua morada em Deus e obtém a sabedoria. Pela iluminação, a alma desgarrada evoca sua imagem eternamente divina e se reúne à consciência cósmica.”

(Paramhansa Yogananda, Karma e Reencarnação - A Sabedoria de Yogananda 
universalismoesoterico.blogspot.com.br)

quarta-feira, 19 de abril de 2017

A COMPREENSÃO DE MIM MESMO


“Não é, pois, um fato evidente que aquilo que eu sou, nas relações com meus semelhantes, cria a sociedade e que, se eu não me transformar radicalmente, não pode haver transformação alguma da função essencial da sociedade? Quando dependemos de um sistema, para a transformação da sociedade, estamos simplesmente evitando o problema, porquanto sistema algum pode transformar o homem; o homem sempre transforma o sistema, como prova a História. Enquanto eu não compreender a mim mesmo, em minhas relações convosco, sou eu a causa do caos, da miséria, da destruição, do medo, da brutalidade. A compreensão de mim mesmo não depende do tempo; posso compreender-me neste momento exato. A compreensão existe agora, não amanhã.”

(Krishnamurti, A primeira e Última Liberdade)

terça-feira, 18 de abril de 2017

NOSSOS PENSAMENTOS


“Tanto a tristeza quanto a felicidade são estados do ser. Não importa se nos reportamos ao sofrimento gerado pela pobreza material ou a de espírito, como também à felicidade proporcionada pela riqueza ou pela paz interior, tudo é arquitetado de acordo com os nossos pensamentos.
Ao moldarmos nossos pensamentos com energia positiva, estaremos agregando para nossas vidas a Luz no Verdadeiro Amor. É através de pensamentos positivos que nos aproximamos da verdade que nos liberta do cotidiano fatídico e tempestuoso. Tudo se torna bem mais fácil e a felicidade é uma constante. O caminho é iluminado e nossos passos pela vida são firmes e seguros.”

(Valdir Peixoto, Conheça-te a ti Mesmo, Ed. Teosófica)

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O AGORA


“Concentrar sua atenção no Agora não é negar o que é necessário em sua vida. É reconhecer o que é prioritário. Depois, você poderá lidar mais facilmente com o que é secundário. Concentrar-se no Agora não é dizer ‘Não vou me preocupar mais com as coisas, pois só existe o Agora’. Não é isso. Veja o que é prioritário e faça do Agora seu amigo, não seu inimigo. Reconheça-o, respeite-o. Quando o Agora é a base do foco principal de sua vida, ela flui com facilidade.”

(Eckhart Tolle, O Poder do Silêncio)

domingo, 16 de abril de 2017

O SIGNIFICADO MÍSTICO DA PÁSCOA



"A festa cristã da Páscoa tem origem na festa judaica, mas possui um significado diferente. Enquanto para o Judaísmo, Pessach representa a libertação do povo de Israel do Egito, no Cristianismo a Páscoa é a festa maior que celebra a morte e ressurreição de Jesus Cristo. 
Segundo Helena Blavatsky, 'cada atitude do Jesus do Novo Testamento, cada palavra atribuída a Ele e cada evento relacionado a Ele estão baseados no Ciclo da Iniciação'. O Ciclo da Iniciação foi mencionado por Jesus como “o caminho estreito e apertado que só uns poucos encontram” (Mateus, 7:13-14).O caminho da Paixão, Morte e Ressurreição acontece no interior de todo Discípulo. Páscoa é a estação espiritual da purificação e da libertação.
O Caminho Crístico da Iniciação foram representados no curso de vida do Cristo Jesus. O Caminho Iniciático dos Mistérios de Cristo é delineado durante a Páscoa. A Páscoa é o o único dia santo determinado pelas estrelas. Ela sempre cai no primeiro domingo depois da primeira Lua Cheia da primavera (no hemisfério norte), após o equinócio. A tradição esotérica conta-nos que somente os iniciados mais elevados eram capazes de participar dos Mistérios e das energias que ocorrem neste equinócio. Para a maioria das pessoas, incluindo os aprendizes dos Mistérios e os discípulos, as energias celestiais do equinócio eram festejadas por "reflexo" no dia da Lua Cheia. Vivemos novos tempos onde toda essas energias estão disponíveis para quem quiser recebê-las.
A Páscoa é a época ideal para se entrar em contato com energias que transfiguram a nossa vida. É um período supervisionado pelo Arcanjo Raphael, o guardião do Santo Graal. Nesta época do ano, é missão de Raphael ajudar a aguçar nossos sentidos para que a alma possa realmente ver e conhecer o que no seu caminho ainda é preciso ser feito.
A Páscoa é uma celebração que pode nos ajudar na nossa espiral sempre ascendente. É um tempo de grande celebração angélica, um tempo em que podemos nos ligar mais plenamente com os mensageiros angélicos para ressuscitar nossa vida. Nessa época há um chamado para que os Mestres encarnados despertem para suas tarefas e propósitos. É um tempo em que a energia da música e das flores pode ser descoberta pelas pessoas que são sensíveis a ela. É uma época para grande celebração e não de lamentações! (...)"



sábado, 15 de abril de 2017

A FUNÇÃO DO INTELECTO


“Não sei se você já considerou sobre a natureza do intelecto. O intelecto e suas atividades são corretos em certo nível, não são? Mas quando o intelecto interfere com aquele sentimento puro, a mediocridade se instala nele. Conhecer a função do intelecto e estar consciente desse sentimento puro, sem deixar os dois se misturarem e se destruírem um ao outro, requer uma consciência muito clara, muito aguda…
Por isso a função do intelecto é sempre investigar, analisar, buscar. Mas como queremos ser interior e psicologicamente seguros (porque temos medo, somos ansiosos em relação à vida), chegamos à alguma forma de conclusão com a qual ficamos comprometidos. De um compromisso passamos à outro, e eu digo que tal mente, tal intelecto, sendo escravos de uma conclusão, deixaram de pensar, de investigar.”

(Krishnamurti, O Livro da Vida)